AVALIAÇÃO DE EUTROFIZAÇÃO NO RIO SÃO JOSÉ PARA FINS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

  • Gemael Barbosa Lima Centro Universitário do Espírito Santo
  • Micaela Buss Surlo

Resumo

O presente artigo teve por objetivo avaliar eutrofização da água do Rio São José, à jusante do lançamento de efluente de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), a partir cálculo do Índice do Estado Trófico (IET). Para o cálculo do IET usou-se os parâmetros clorofila a (cla) e fósforo total (PT) durante o período de 2010 a 2014. Os dados dos parâmetros usados para realização dessa pesquisa foram adquiridos junto a Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH). A partir dos valores do IET, a água, o ponto de monitoramento, foi classificado como ultraoligotrófico (IET  47), oligotrófico (47 < IET  mesotrófico (52< IET , eutrofico (59< IET , supereutrófico (63 < IET  e hipereutrófico (IET > 67). Os resultados mostram que o os valores de cla estiveram muito acima do preconizado na legislação vigente, assim como o IET à jusante do lançamento da ETE variou de 75 a 95, ou seja, em todas as campanhas o IET foi classificado como hipereutrófico. Por fim, espera-se, com os resultados dessa pesquisa, os tomadores de decisão passam definir ações que melhore a qualidade da água no ponto estudado.

Biografia do Autor

Gemael Barbosa Lima, Centro Universitário do Espírito Santo
Engenheiro Ambiental, mestre em engenharia ambiental pela Universidade Federal do Espírito Santo (2013), atualmente é docente dos cursos de engenharia civil e mecânica do UNESC e professor do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da FARESE. Atua nas linhas de pesquisa: séries temporais, hidrologia, qualidade da água do rio Santa Maria da Vitória, e Modelagem da qualidade da água do Rio Santa Maria da Vitória
Publicado
2020-12-17
Como Citar
Lima, G., & Surlo, M. (2020). AVALIAÇÃO DE EUTROFIZAÇÃO NO RIO SÃO JOSÉ PARA FINS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA. Unesc Em Revista, 4(1), 21-30. Recuperado de http://revista.unesc.br/ojs/index.php/revistaunesc/article/view/191
Seção
Artigos