MODELO DINÂMICO X TRADICIONAL DE ANÁLISE DO CAPITAL DE GIRO: ANÁLISE FINANCEIRA DE DUAS EMPRESAS CAPIXABAS DE SETORES DIFERENTES

  • Leonardo Da Silva Rangel Centro Universitário do Espírito Santo
  • Fatima Ferreira Centro Universitário do Espírito Santo - UNESC
  • Angela Regina Binda da Silva de Jesus Centro Universitário do Espírito Santo - UNESC
Palavras-chave: Capital de Giro, Modelo Dinâmico, Modelo Tradicional.

Resumo

A pesquisa teve como objetivo investigar a existência de diferenças significativas entre os resultados de análise Dinâmica e Tradicional de Capital de Giro de duas Empresas Capixabas de setores diferentes no período de 2008-2017. A amostra da pesquisa é composta pelas empresas: Fibria Celulose S.A e Vale S.A. Foi comprovado através da análise dinâmica de Michel Fleuriet que as empresas com situação financeira péssima possuíam maior parte de seu endividamento no curto prazo, prejudicando sua liquidez. Logo as empresas com situação financeira Insatisfatória apresentaram grande liquidez, concentrando maior parte de seu endividamento no longo prazo, utilizando apenas uma parcela de seus empréstimos no curto prazo. Logo as empresas com situação financeira Sólida, utilizam-se de fontes de longo prazo para financiar seu capital de giro, apresentando uma liquidez elevada. Também foi possível verificar através do modelo dinâmico de análise, que a empresa Vale S.A. apresentou situação financeira Sólida em todos os períodos, e pela análise tradicional apresentou uma política adequada de capital de giro. Documenta-se também que a empresa Fibria Celulose S.A. no ano de 2017 apresentou situação financeira excelente e um ciclo de conversão de caixa de zero dias, convergindo novamente os resultados dos modelos, mostrando que tanto pelo modelo de análise tradicional de capital de giro quanto o modelo dinâmico indicaram uma gestão eficaz de capital de giro no período, concluindo assim que existe uma relação significativa entre os resultados do Modelo Dinâmico e o Modelo Tradicional de Análise de Capital de Giro.
Publicado
2019-11-21
Como Citar
Da Silva Rangel, L., Ferreira, F., & Binda da Silva de Jesus, A. (2019). MODELO DINÂMICO X TRADICIONAL DE ANÁLISE DO CAPITAL DE GIRO: ANÁLISE FINANCEIRA DE DUAS EMPRESAS CAPIXABAS DE SETORES DIFERENTES. Unesc Em Revista, 3(1), 28-39. Recuperado de http://revista.unesc.br/ojs/index.php/revistaunesc/article/view/87
Seção
Artigos