REPRESENTAÇÃO SOCIAL NO USO DE PERUCAS E PRÓTESES MAMÁRIAS EM MULHERES SUBMETIDAS AO TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

Resumo

O câncer é uma doença diferenciada de outras enfermidades crônicas em virtude de sua patologia. E, uma vez instalado, são realizados diversos tratamentos, como a quimioterapia, por exemplo. Os pacientes submetidos a esses procedimentos sofrem alterações da imagem corporal, como alopecia e mutilações, conforme os procedimentos cirúrgicos, que engendram agravos em sua saúde mental provocando diversas mudanças em sua qualidade e perspectiva de vida. Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, com 40 mulheres do setor de oncologia de um hospital de ensino que possui um programa de assistência social e psicológica. Esse programa fornece perucas e próteses mamárias para suas pacientes. Visando identificar as representações sociais no uso desses acessórios em mulheres submetidas à quimioterapia foram realizadas entrevistas gravadas, com o ponto de evocação: quando se fala de perucas e/ou próteses mamárias, o que vem à sua mente? As respostas foram transcritas e extraídas as evocações pelo software IRaMuTeQ versão 0.7 Alpha 2. Como resultado foi obtido a wordcloud e análise de similitude para avaliação das evocações. Observando os troncos máximos nas análises de similitude verifica-se que as  representações sociais foram alicerçadas na importância de seu uso, bem como seu significado ante o processo quimioterapêutico. Diante disso, entende-se que as perucas bem como as próteses auxiliam na promoção da qualidade de vida pois potencializam a autoestima das mulheres submetidas ao tratamento quimioterápico.  Palavras-Chave: autoimagem, neoplasias, promoção da saúde.

Biografia do Autor

Jocássia Adam Lauvers Patrício, Centro Universitário do Espírito Santo - UNESC
Acadêmica de Enfermagem do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC). Aluna de Iniciação Científica (UNESC). Membro do Grupo de Pesquisa Território Saúde e Sociedade (UNESC). Bolsista de Iniciação Científica pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo -FAPES (2019). Membro da Liga Acadêmica de Enfermagem em Educação em Saúde (LAEES).Membro da Liga Acadêmica de Enfermagem em Primeiros Socorros(LAEPS). Monitora de Procedimentos de Enfermagem. Atuou no Projeto de Extensão UNESC/HMSJ - Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (2019).
Adriene de Freitas Moreno Rodrigues, Centro Universitário do Espírito Santo-UNESC
Mestre em Gestão Integrada do Território pela Universidade Vale do Rio Doce - UNIVALE (2013). Especialista em Saúde Coletiva com ênfase nas Estratégias de Saúde da Família pela EMESCAM (2008). Graduada em Enfermagem pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória - EMESCAM (2006). Possui aperfeiçoamento em Dimensões da humanização: filosofia, psicanálise, medicina (360 horas) pela UFES - UAB Sistema de Universidade Aberta do Brasil. Aperfeiçoamento em Educação Ambiental pela UFES -UAB. Epidemiologia e Saúde pública. Participação como Tutora no Curso de Especialização Gestão em Saúde UFES/UAB - 2012/2013 . Curadora e Facilitadora da IV Mostra Nacional de experiências em atenção básica/saúde da família - Ministério da Saúde/ DAB - 2013/2014. Curadora do Prêmio InovaSUS 2015. Curadora na Comunidade de Práticas da Atenção Básica/DAB/ Ministério da Saúde, Brasil. 2015- 2017. Atualmente Professora nos cursos de saúde, Professora e Preceptora na Residência e Pesquisadora do Centro Universitário do Espírito Santo ? UNESC, com projetos financiados pelo UNESC e FAPES - Fundação de amparo à pesquisa e inovação do Espírito Santo. Professora na Residência em Enfermagem Obstétrica, Residência Multiprofissional Terapia Intensiva e Medicina Veterinária. Integrante da COREMU. Professora orientadora no Núcleo Rondon UNESC e Grupo de Pesquisa Território Saúde e Sociedade. Revisora dos Periódicos: Revista Práticas em Extensão (Universidade Estadual do Maranhão) e UNESC em Revista (UNESC-ES). Extensão: Coordenadora do Projeto Rapunzel Universitária. Tem experiência em: Área de Enfermagem com ênfase em Estratégias de Saúde da Família, Saúde da Mulher, Epidemiologia e Políticas Públicas. Área de Medicina de Família. Docência e Preceptoria de Ensino Superior (Graduação, Residência e Pós Graduação em Enfermagem ) e Educação à Distância.
Luciano Antonio Rodrigues, Centro Universitário do Espírito Santo-UNESC
Doutor em Ciências da Saúde - Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC-SC), Mestre em Gestão Integrada do Território - Universidade Vale do Rio do Doce (UNIVALE - MG) (2013). Especialista em MBA: Gestão de Pessoas, ênfase na Psicologia Organizacional (UNESC-ES) (2012). Aperfeiçoamento em Dimensões da humanização: filosofia, psicanálise, medicina pela UFES (2009). Especialista em Educação Profissional na Área de Saúde: Enfermagem, pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca - Fiocruz (2003). Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) (2002). Atualmente é Docente do Centro Universitário do Espírito Santo - UNESC - campus I - Colatina - ES, atuando na Graduação dos Cursos: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina e Nutrição. Coordenador do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Centro Universitário do Espírito Santo (CEP / UNESC). Docente nas Pós-Graduações: MBA Gestão de Pessoas com ênfase em psicologia organizacional, MBA Gestão Empresarial, Docência de Ensino Superior, Autismo e Ensino Baseado no Método TEACCH® e Residência Enfermagem Obstétrica. Pesquisa: Pesquisador Líder do Grupo de Pesquisa Território Saúde e Sociedade. Participante do Grupo de Pesquisa do Laboratório de Fisiopatologia Experimental - FISIOPAT - UNESC-SC. Extensão: Coordenador do Núcleo Rondon UNESC (atividades extensionistas e pesquisa no foco do Projeto Rondon - Ministério da Defesa). Membro da International Stress Managent Association (ISMA). Membro do CEPEG - Coordenação de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão do UNESC-ES. Professor Orientador da Liga Acadêmica Interdisciplinar de Saúde Mental (LAISM). Revisor dos Periódicos: Revista Brasileira de Terapia Intensiva, Revista Práticas em Extensão (Universidade Estadual do Maranhão) e UNESC em Revista (UNESC-ES). Membro dos Núcleos Docentes Estruturantes Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição do UNESC. Diretor Presidente dos Escoteiros do Brasil - ES. Diretor de Formação de Adultos dos Escoteiros do Brasil - ES. Consultor, Facilitador de Treinamento, Desenvolvimento Profissional e Gerencial pela LR Treinamentos e Desenvolvimento (Sócio Proprietário) 
Ingrid Gomes Vicente Tinelli, Centro Universitário do Espírito Santo-UNESC
Enfermeira graduada pelo Centro Universitário do Espirito Santo - UNESC, Enfermeira Obstetra pelo Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica pelo UNESC. Histórico Acadêmico de Programas de Extensão: Membro do Núcleo Rondon UNESC (2017 - 2018). Rondonista da Operação Regional Paraná (2018). Histórico Acadêmico de Pesquisa: Iniciação Científica do Grupo de Pesquisa Território, Saúde e Sociedade e Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica e/ou Tecnológica (PIVICT) vinculado a Fundação de Amparo à Pesquisa e inovação do Espírito Santo - FAPES, bolsista (2017 - 2018). Histórico Acadêmico de Atividades Complementares: Membro da Liga Acadêmica de Doenças Raras - LAIDOR (2018), e membro da Liga Acadêmica de Enfermagem em Primeiros Socorros - LAEPS (2018). Integrante do Projeto Rapunzel Universitária (UNESC). Experiência Acadêmica: Gestão de Pessoas, Administração de Enfermagem, Assistência de Enfermagem na Saúde da Mulher, Assistência de Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente, entre outros. Linhas de Pesquisas Principais: Doenças Crônicas Não Transmissíveis; Oncologia Humanística; Métodos não-farmacológicos para alívio da dor durante o trabalho de parto; Casa da Gestante e Representação Artística da Placenta.
Publicado
2021-09-09
Como Citar
Patrício, J., Rodrigues, A., Rodrigues, L., & Vicente Tinelli, I. (2021). REPRESENTAÇÃO SOCIAL NO USO DE PERUCAS E PRÓTESES MAMÁRIAS EM MULHERES SUBMETIDAS AO TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO. Unesc Em Revista, 5(1), 1-15. Recuperado de http://revista.unesc.br/ojs/index.php/revistaunesc/article/view/192
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##